• Rosimeire B Wancelotti

IMAGEM CORPORAL

A imagem corporal - visão que o indivíduo produz sobre o próprio corpo na mente, se desenvolve desde o nascimento até a morte, estando sempre se modificando. É muito comum encontrar nos pacientes obesos, em particular nos obesos mórbidos, uma incapacidade de perceber o tamanho real de seu corpo. Esta distorção da imagem corporal (DIC), também presente nos anoréxicos - com a preocupação exacerbada com o excesso de peso - se constitui em função de tantas dificuldades que o obeso enfrenta para perder peso ao longo do tempo e fazer parte daquilo que a sociedade, muito influenciada pela mídia, considera como corpo ideal; do efeito sanfona levando a alterações corporais constantes; das dificuldades práticas em lidar com um corpo obeso; em ser aceito e respeitado socialmente e das dificuldades com a própria sexualidade. Não se sentir obeso ou minimizar as complicações da obesidade, desconectando-se do corpo real, pode ser uma forma de autoproteção. Tanto maior a distorção quanto maior o tempo que a pessoa vivencia o sobrepeso. Da mesma forma, é compreensível por que muitos que operaram e perderam bastante peso levam ainda um bom tempo sentindo-se gordos. Requerem inúmeras experiências para auxiliá-los nessa mudança da percepção que tem do próprio corpo. Vão precisar contar com experiências novas, como: as roupas que passam a ficar extremamente largas, o número de manequim que passam a vestir - muitas vezes jamais vestido antes ou não vestido há bastante tempo - as lojas que passam a conseguir frequentar e onde agora conseguem comprar roupas, o enfrentamento do espelho de corpo inteiro, o contato físico com o próprio corpo - que há tempos talvez não fosse explorado, a imagem nas fotos - antes tão temidas, os comentários das pessoas, a noção de maior capacidade para certas atividades, a percepção de ocupar espaço reduzido nos bancos e tantas outras evidências vindas do mundo exterior irão contribuir para construção de uma nova imagem corporal no interior dessas pessoas. Já o TDC – Transtorno Dismórfico Corporal consiste na percepção alterada de si mesmo diante do espelho. O indivíduo ao olhar-se no espelho enxerga alterações corporais irreais: quilos a mais, manchas ou deformações. Adota o comportamento compulsivo de olhar-se no espelho várias vezes por dia.


1 visualização

© 2020 - Rosimeire Balog Wancelotti - Psicóloga - CRP-SP: 06/81722

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram ícone social